cara latina Veja todos os filmes
DATA
E LOCAL DE EXIBIÇÂO

14 de julho . sábado
CARA LATINA
23h00 . CINE CULTURA - SALA 1

16 de julho . domingo
CARA LATINA
21h00 . CINE CULTURA - SALA 1

19 de julho . quinta-feira
CARA LATINA
21h00 . CINE CULTURA - SALA 1

20 de julho . sexta-feira
CARA LATINA
15h00 . CINE CULTURA - SALA 1

21 de julho . sábado
CARA LATINA
17h00 . CINE CULTURA - SALA 1

22 de julho . domingo
CARA LATINA
15h00 . CINE CULTURA - SALA 1

ARAYA

ARAYA

Direção: Margot Benacerraf
Documentário - 90 min - 35mm - Venezuela/ França - 1959

SINOPSE

"Araya" é uma antiga mina de sal natural localizada na península do nordeste da Venezuela e que, já em 1959, ainda era manualmente explorada após 500 anos de sua descoberta pelos espanhóis. Margot Benacerraf captura em imagens, a vida dos "salineros" e os seus métodos arcaicos de trabalho, antes de sua total extinção após a chegada da exploração industrial.
FESTIVAL DE CANNES - PALMA DE OURO (NOMINADO)

CRÉDITOS

Roteiro/ Screenplay: Margot Benacerraf / Pierre Seghers # Empresa Produtora/ Production Company: Caroni Films C.A / Films de l'Archer # Produção/ Production: Henry Nadler # Fotografia/ Photography: Giuseppe Nisoli

DIREÇÂO

Margot Benacerraf
é uma diretora venezuelana, nascida em Caracas, em 1926. Seus dois filmes mais conhecidos são os documentários Reverón e Araya.
Ela fundou em 1966, a biblioteca de Filme Nacional, foi  membro do conselho de administração do Ateneu de Caracas e, em 1991, com a ajuda do patrono do cinema Latino Americano, Gabriel García Márquez, criou a Fundavisual Latina.
Benacerraf já recebeu diversas condecorações, junto ao Prêmio Nacional de Cinema (1995), Prêmio Andrés Bello (em duas ocasiões), Prêmio Simón Bolívar, Prêmio do Governo Italiano, Prêmio do Chile de Bernardo O'Higgins, entre outros.

Filmografia
Reverón - 1952 | Araya - 1959